Criatividade como fator de risco?


A matéria da Super Interessante afirma, se baseando numa pesquisa sueca, que a criatividade é um fator de risco para as pessoas que a tem muito desenvolvida ou que seus trabalhos dependam dela. Esta é a chamada da matéria: Doenças mentais são mais comuns em pessoascom trabalhos ligados à arte e criatividade

Na matéria eles se utilizam do nome de celebridades que tiveram disturbios psiquiatricos e morreram causando grande comoção, como Kurt Cobain, Amy Winehouse, dentre outros, mas desconsideram os aspectos sociais envolvidos no adoecimento deles.

Até onde eu sempre entendi, a criatividade é um sinal de saúde e não de doença.

Acredito que o adoecimento de pessoas em que seus trabalhos dependam da "criatividade" é ocasionado por diversas variáveis e não apenas por terem que utilizar a criatividade ou terem a criatividade mais desenvolvida.

Devemos nos manter críticos ao que estamos recebendo de informações, pois esta matéria é tendenciosa e obviamente supérflua, entretanto atinge um grande número de pessoas.

A criatividade é a capacidade cognitiva que transcende a nós mesmos, sob seu nome impera a possibilidade contida naquilo que é tido com impossível.

Olhem a criatividade do Marcelo Adnet e pensem um pouco sobre esta relação entre a criatividade e o adoecimento!


Nenhum comentário:

Postar um comentário