A dificuldade de lidarmos com o “diferente”

Alguns dias atrás eu estava no ônibus e ouvi uma conversa entre duas pessoas que me chamou muita atenção, elas conversavam sobre racismo, usavam palavras de ordem e analisavam as frases mais usadas pelos racistas, as refutando e mostrando uma imensa indignação por alguém conseguir pensar desta maneira sobre a simples diferença de cor entre as pessoas, entretanto algo me chamou muita atenção.

Eu me interesso bastante pelo assunto e considero todo tipo de discriminação um ato bárbaro, degradante e um ataque à inteligência humana, portanto mesmo que eu não concordasse plenamente com a maneira que essas duas pessoas se expressavam sobre o tema, concordei em muitos aspectos com o que diziam, mas em algum momento surgiu um novo assunto, o que estava em pauta agora era o homossexualismo e a partir desse momento comecei a presenciar um verdadeiro show de horrores, fiquei muito surpreso, diziam uma série de comentários discriminatórios e agressivos como: “não terem nada contra gays, desde que não aparecessem a luz do dia se agarrando, porque se escolheram ser gays, deviam fazer isso entre quatro paredes para ninguém ser obrigado a ver" e chegando a dizer de maneira jocosa que “todos deveriam morrer”.

Fiquei impressionado com a incapacidade que algumas pessoas têm para refletir sobre suas atitudes perante alguns assuntos que estão extremamente relacionados, são incapazes de enxergar quão bárbaras estas atitudes são, essa forma de pensar que acabei de descrever não deve ser rara e provavelmente um exemplo da maneira como muitos pensam, maneira cindida que não os deixa entender que o tema do racismo está intimamente ligado ao da homofobia e de qualquer outro ato discriminatório, enquanto as pessoas não entenderem essa lógica simples e essencial, não passarão de hipócritas reprodutores de estigmas sociais enraizados.
           
Uma dúvida me corroeu enquanto escrevia este texto, como você analisaria esta história se eu dissesse que eram duas pessoas negras que conversavam no ônibus?

"Um homem não pode fazer o certo numa área da vida, enquanto está ocupado em fazer o errado em outra. A vida é um todo indivisível."
Mahatma Gandhi


"É permitida a reprodução total ou parcial desta obra, desde que citada a fonte e não seja para fins comerciais."



Um comentário:

  1. Arthur Breanza10 maio, 2013

    Eu vejo como o segredo do racismo a pessoa negar que por mais diferente que o outro seja, que ele tem algo em comum a você e esse movimento de tentar oprimir o outro para possivelmente reafirmar a sua existência acaba só segregando cada vez mais as relações humanas e é por essas e outras que preferimos hoje nos comunicar através de um computador ou apenas no nosso grupinho do que olhar nos olhos das pessoas e nos comunicar abertamente, afinal, na internet e no nosso grupinho nós podemos reforçar a ideia de que jamais seremos igual ao outro.

    ResponderExcluir