Nau do Asfalto

“Em nome da proteção e do cuidado, que formas de sofrimento e exclusão temos produzidos?” 
(CRP/06 SP, 2012)


A *Luta Antimanicomial* é um movimento social de trabalhadores, usuários e familiares de serviços de saúde mental e população, que tem como diretriz a luta pela  reformulação do modelo de Atenção à Saúde Mental, transferindo o foco do tratamento na instituição hospitalar para uma Rede de Atenção Psicossocial, estruturada em unidades de serviços comunitários e abertos.


Esse movimento está ligado à *Reforma Sanitária Brasileira* da qual resultou a criação do Sistema Único de Saúde (SUS) e à experiência de desinstitucionalização da Psiquiatria desenvolvidas em Gorizia e em Trieste, na Itália, por Franco Basaglia nos anos 60. Teve seu início em 1987 em Bauru – São Paulo, com data comemorativa no dia 18 de maio.


Como processo decorrente deste movimento, temos a Reforma Psiquiátrica Brasileira, definida pela Lei 10.216 de 2001 (Lei Paulo Delgado). No esteio dessa lei temos a constante construção de uma rede substitutiva aos hospitais psiquiátricos com a criação de Centros de Atenção Psicossociais (CAPS), de Serviços Residenciais Terapêuticos, leitos de emergência psiquiátrica em hospitais gerais, de Cooperativas de Trabalho, de atenção básica à saúde, ou seja, de uma rede comunitária de atenção à saúde mental e à saúde em geral, a partir de uma política pública de saúde pautada nos princípios norteadores do Sistema Único de Saúde (SUS) -universalidade, integralidade, equidade e direito à informação.


Na semana do dia 18 de maio, serviços de saúde mental, população e entidades representativas como os Conselhos Federais e Regionais de Psicologia, comemoram em todo Brasil essa data como forma de continuar a luta por tratamentos comunitários e abertos e de resguardar os direitos humanos e civis das pessoas portadoras de transtornos mentais, dos usuários de drogas e de toda a  população em estado de vulnerabilidade.


Em comemoração ao movimento da Luta Antimanicomial, o Curso de Psicologia das Faculdades Metropolitanas Unidas convida:



PEÇA: NAU DO ASFALTO - Evinha Sampaio
Dia: 23/05 às 19:30 

Debate: Júlia Catunda, psiquiatra e video-artista
Márcia Pompermayer - terapeuta ocupacional e psicanalista

Local: Anfiteatro do Campus da Saúde. Avenida Santo Amaro, 1239

Inscrição no dia às 19:00, valendo hora complementar para os alunos das FMU.



Nenhum comentário:

Postar um comentário